Notícias

Equipe ESF de São José do Herval participa de qualificação sobre prevenção ao suicídio


Compartilhe:

ASCOM SJH


Foto: Divulgação -
Foto: Divulgação -

Na tarde de segunda-feira, (25/09), a equipe da ESF participou de uma discussão em saúde, conduzida pelo psicólogo Solon Fernandes, com o tema “Prevenção ao Suicídio”. A palestra faz parte do calendário de ações voltadas para o “Setembro Amarelo”, mês de prevenção ao suicídio, as quais foram desenvolvidas de diferentes maneiras ao longo do mês.

De acordo com Solon, o objetivo é sensibilizar a população sobre o suicídio ter se tornado, em nível nacional,  um problema de saúde pública. “Falar a respeito é uma maneira de trazer a informação, diminuindo o tabu e o preconceito”, frisou o profissional, que atua no atendimento psicológico da UBS e também desenvolve ações de apoio às equipes que atuam no setor de saúde preventiva da Secretaria Municipal da Saúde de São José do Herval.

Campanha Setembro Amarelo

Iniciado no Brasil pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), as primeiras atividades ocorreram em 2014, a partir daí ocorreu um crescimento em sua divulgação principalmente na mídia como, por exemplo, monumentos com a cor amarela (Cristo Redentor no Rio de Janeiro) – cor escolhida por simbolizar a luz, vida e alegria, contraponto simbólico do problema. Existe também a Portaria n 1876/2006 do Ministério da Saúde que institui diretrizes nacionais para prevenção ao suicídio.

Assim como as doenças sexualmente transmissíveis e a Aids, que foram por décadas consideradas tabus em nossa sociedade, o suicídio atualmente tem se tornado questão de saúde pública e precisa ser esclarecido e conscientizado pela população que por medo ou desconhecimento muitas vezes não buscam ajuda necessária.

Precisa de ajuda?

Para quem deseja procurar ajuda, o município oferece os seguintes serviços:

- Estratégia de Saúde da Família: as equipes de saúde da família realizam atendimentos e encaminhamentos necessários; o atendimento é individualizado e sigiloso. Se precisar de atendimento, procure! Uma vida deve ser maior que o medo de pedir ajuda!