Notícias

Balanço da Operação Viagem Segura dia do Trabalho


Compartilhe:

Fonte: Nucom


Foto: Edinara Vedi -
Foto: Edinara Vedi -

Somado os três últimos feriados, a PRF aplicou 20.022 multas. 11 pessoas perderam a vida em acidentes nas rodovias federais.

Dentro da operação Viagem segura do Dia do Trabalho, a PRF flagrou mais de 6100 infrações durante estes quatro dias de feriado. Destas, mais de 4300 foram por excesso de velocidade. Ultrapassagem em local proibido foi a segunda infração mais cometida. Mais de 5000 veículos foram abordados e fiscalizados.

A Operação iniciou dia 28 e encerrou dia 1 de maio, à meia-noite. Entre sexta e segunda, a PRF registrou os números que seguem:

Acidentes com feridos: 34
Feridos: 344
Mortes: 04

Fiscalizados: 5238
CNH recolhidas: 81
Multas por excesso de velocidade: 4309
Testes de embriaguez: 2389
multas por embriaguez: 76
Total geral de multas: 6164

Movimentação

Durante a sexta a circulação de veículos foi pequena devido aos protestos realizados. Foram 37 pontos de bloqueios em rodovias federais ao longo do dia, que demandaram muito trabalho para a PRF, que contou com apoio da BM para liberar alguns pontos.

No sábado, com movimentação Intensa, foram registradas diversas irregularidades, como motocicletas acima dos 200 km/h sendo multadas e apreendidas na freeway.

As 4 mortes ocorreram em três acidentes no domingo. Uma saída de pista na BR 386 durante à noite vitimou um homem. Dois homens morreram após a colisão de seu carro com um caminhão, em Caçapava, pela manhã. Em Bagé, final de tarde, motoqueiro colidiu na lateral de um caminhão, vindo a morrer no local.
Durante a segunda, muito movimento de retorno do litoral norte, mas sem lentidão. Na descida da Serra, pela BR 116, ocorreram congestionamentos durante a tarde e a noite, também no vale dos Sinos.

Balanço dos três feriados

Durante os feriados da semana santa, Tiradentes e dia do Trabalho, a PRF extraiu 20.022 multas, a maioria para motoristas que extrapolaram os limites de velocidade: 14.285 infrações. Em relação aos acidentes, 11 pessoas perderam a vida.

A PRF alerta que, a maioria dos acidentes, acontecem por desatenção, pressa e imprudência dos motoristas. A fiscalização com rigor permanecerá fazendo parte do trabalho da PRF visando preservar a vida, nosso principal objetivo.