Notícias

Remanejamento de turmas gera polêmica na rede municipal de ensino


Compartilhe:

Edinara Vedi/Clic News


Foto: Daiane Meazza - Secretária de Educação, Cultura e Desporto, Maria José Godoy da Rosa
Foto: Daiane Meazza - Secretária de Educação, Cultura e Desporto, Maria José Godoy da Rosa

A Administração Municipal vem planejando algumas mudanças na rede municipal de ensino para o ano letivo de 2018, que está previsto para começar no dia 26 de fevereiro. Contudo o assunto tem gerado alguns debates nas comunidades do interior e entre lideranças.

A secretária de Educação, Cultura e Turismo, Maria José Godoy da Rosa esclarece o assunto. De acordo com ela uma das mudanças é o remanejamento de turmas de duas escolas polos do município, que acarreta na redução de turnos, o que trará redução de gastos excessivos.

Entenda as mudanças:

As Escolas Municipais de Ensino Fundamental Vereador Armando Taffarel, da Picada Silveira e Guilherme de Souza Portela, do Campo Novo terão suas atividades em turno único, ambas no turno da tarde.  

Em torno de 50 alunos dos anos finais, do 6º ao 9º ano, da Guilherme de Souza Portela serão transferidos para a Escola Felisberto Casagrande, que tem capacidade para 250 alunos. A escola do Campo Novo passará a atender apenas no turno da tarde, da pré-escola ao 5º ano. Já a Felisberto Casagrande situada na Picada Casagrande atenderá manhã e tarde de pré-escola ao 9 º ano. De acordo com os estudos da Secretaria, a economia com o transporte do Campo Novo será de R$141mil.

Da E.M.E.F Vereador Armando Taffarel, Picada Silveira, 38 alunos dos anos iniciais (1º ao 3º ano), serão remanejados para a Escola Dom Pedro I, que tem capacidade para mais de 60 alunos por turno. A Dom Pedro I passará a atender da pré-escola ao 3º ano e a Vereador Armando Taffarel passará a atender do 4º ano 9º também no turno da tarde. Ambas as escolas em que os alunos serão transferidos são recém inauguradas, com novas instalações e boa infraestrutura. A economia também no transporte da Picada Silveira será em torno dos R$140mil.

De acordo com a secretária, muitos estudos foram feitos para as alterações. “Desde o ano passado já havia reuniões e tratativas sobre isso, onde fomos apontados que não deveríamos colocar nove professores (de área) para atender seis alunos por turma. A economia se dará através da redução de professores e também no transporte. Os alunos que virão para a Felisberto Casagrande virão no turno da tarde, pois no mesmo transporte já há alunos que estudam no Ensino Médio no Instituto Estadual Ernesto Ferreira Maia, os quais virão em uma mesma viagem”, explica.

Ela ainda ressalta que o ideal é uma turma de 20, pois também é importante que convivam em mais alunos para o desenvolvimento cognitivo escolar. “Nós temos turmas em uma escola de até dois alunos, então estamos enxugando o quadro e colaborando no desenvolvimento dos alunos. A Felisberto Casagrande tem um ótima estrutura, compramos todos os móveis novos, havia salas vagas, então fecha perfeitamente os roteiros. Outro fator que influenciou bastante nesta decisão é o pagamento do Piso para todos os professores. Precisamos fazer um enxugamento do quadro de professores para 120 para termos condições de pagar. Com isso, neste ano também não será necessário fazer contratações emergenciais, cortamos os cargos de vice-diretores e outros. Tudo isso para que os professores sejam melhores remunerados”, explicou.

O prefeito municipal, José Flávio Godoy da Rosa, explica que as mudanças serão por conta de exigências do próprio estado e que a Administração estará fazendo da melhor forma possível para atender as comunidades. “A educação e saúde são umas de nossas prioridades em nossa gestão. Com o remanejamento teremos uma economia expressiva. Além de que ninguém sairá prejudicado”, completou.

As aulas iniciam no dia 26 de fevereiro e a partir do dia 19, os professores participarão de uma semana de formação.

Esclarecimento às comunidades 

Na terça-feira, dia 06/02, a administração municipal estará na comunidade do Campo Novo a partir das 14h e na quarta-feira, dia 07/02 a partir das 14h na comunidade da Picada Silveira para esclarecer dúvidas. Na oportunidade serão reunidos pais, diretores e coordenadores.

Confira o número de alunos que frequentam a Rede Municipal (Ano letivo 2017)

EMEF Jordão Pinto da Silva Netto- Gramado São Pedro

124 alunos

CEM- Centro de Educação Municipal- Vila Vaz

139 alunos

EMEF Guilherme de Souza Portela- Campo Novo

124 alunos

EMEF São Roque- Picada Rosa

98 alunos

EMEI João Pedro Pinheiro da Rosa- Vila Vaz

146 alunos

EMEF Dom Pedro I- São Roque Avipal

51 alunos

EMEF Professora Elisabete Scalco- Vila Assis

234 alunos

EMEF Felisberto Casagrande- Picada Casagrande

99 alunos

EMEF Vereador Armando Taffarel- Picada Silveira

118 alunos

CAEE Centro de Atendimento Educacional Especializado Esperandio Catto- Vila Assis

51 alunos

EMEF Gonçalves Ledo (Junto a Getúlio Vargas)- Três Pinheiros

7 alunos

 

Foto: Edinara Vedi - Prefeito Municipal, José Flávio Godoy da Rosa
Foto: Edinara Vedi - Prefeito Municipal, José Flávio Godoy da Rosa