Notícias

Tricampeão, Renato “decreta feriado” em Porto Alegre


Compartilhe:

Fonte: Correio do Povo


Foto: Eitan Abramovich / AFP / CP -
Foto: Eitan Abramovich / AFP / CP -

Primeiro brasileiro a conquistar a Libertadores como jogador e técnico, Renato Portaluppi não fugiu ao seu estilo na entrevista após o tricampeonato da América do Grêmio. Com bom humor, ironias e até provocação ao Inter, o treinador comemorou o título, que o coloca de vez entre os grandes técnicos da história do País.

Antes de responder a primeira pergunta, Renato pediu para mandar um recado ao prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr.: “Quero pedir ao prefeito Nelson Marchezan, não sei se ele está dormindo, mas eu estou declarando que amanhã é feriado em Porto Alegre. Tenho certeza de que o prefeito vai me atender”, brincou Renato, que seguiu com uma provocação ao Inter.

"Com todo respeito aos colorados, que subiram da Série B. Também podem ficar essa beirinha do feriado também porque o Papai Noel é gremista", brincou o treinador.

“Eles estavam prontos”

Renato ainda fez questão de exaltar os seus jogadores e exaltou a honestidade na relação entre ele e o grupo. “Eu sou simplesmente o comandante desse grupo maravilhoso. Esse grupo não tem palavras. Independente de quem saía, quem entrava dava conta do recado. Foi o que aconteceu. Sempre falei para eles estarem preparados. Eles estavam prontos. A preparação desde janeiro foi nesse sentido. Tínhamos desde o começo do ano essa meta de ganhar a Libertadores”, declarou.

Ainda sobre a relação com o grupo, Renato contou que decidiu junto com os jogadores a estratégia para o jogo no estádio La Fortaleza. “Eu conversei com o meu grupo. O Lanús fez um bom primeiro tempo contra a gente em Porto Alegre. No segundo, nós adiantamos o time, fizemos uma marcação espelhada e fomos melhores. Sabíamos que aqui iríamos sofrer uma pressão muito grande aqui. Conversei para fazermos o que tínhamos feito no segundo tempo em Porto Alegre, fizemos isso e conseguimos fazer os dois gols. No segundo recuamos mais, mas, apesar do gol e da expulsão, o time foi maduro para manter o resultado”, analisou Renato, que voltou a pedir a construção de uma estátua sua na Arena. “Se a estátua não sair dessa vez, realmente eu desisto”, finalizou.