Vida e saúde Pet

Vacinação de cães


Compartilhe:

Por: Débora Lemes Silva - Médica Veterinária



Existem muitas doenças virais que podem acometer os cães e são causadoras de um grande número de mortes, principalmente nos filhotes, mas que podem ser prevenidas. A vacinação é, sem dúvida, o cuidado mais importante tanto para o filhote como para o cão adulto. Os animais devem ser imunizados antes de começarem a frequentar as ruas, ou lugares com fluxo grande de outros cães. Para ser vacinado, o animal deve estar saudável, sem febre, diarreia ou vômito, por isso é tão importante que a vacinação seja realizada por um Médico Veterinário que fará a avaliação clinica desse filhote para saber se ele está em condições de receber a vacina. Se isso não for observado, pode ocorrer falha vacinal, ou seja, o organismo não responder plenamente à vacinação e piorar a situação. As vacinas que seu cão deve receber e intervalos entre as doses devem ficar a critério do veterinário que irá cuidar de seu animal. As vacinas múltiplas, que protegem contra várias doenças, e anti-rábica, são obrigatórias em qualquer esquema de vacinação. Geralmente o esquema usual de vacinação inicia-se entre 45 a 60 dias de vida do filhote com a primeira dose da vacina múltipla, sendo que está vacina deve ser repetida mais 2 vezes, ou seja, são 3 doses a partir dos 45 dias de vida, com intervalo entre as doses variando entre 21 a 30 dias. Esta vacina deve ser mantida para o resto da vida do cão, com doses de reforço uma vez ao ano. Ela protege contra: Cinomose, Parvovirose, Hepatite Infecciosa, Adenovirus, Parainfluenza, Coronavirus e Leptospirose. A vacina anti-rábica também deve ser realizada anualmente, sendo que o filhote deve tomar a primeira dose em torno de 4 meses de vida. Todo ano deve ser repetida essa vacinação com uma dose de reforço. Existem outras vacinas disponíveis para problemas diferentes, que devem ser feitas na fase de filhote, e mantidas com reforços anuais, cada uma respeitando as indicações dos Veterinários e da bula de cada fabricante. São elas: - Vacina contra a Gripe (síndrome respiratória dos cães) - Vacina contra a Giárdia (protozoário) - Vacina contra a Leishmaniose (doença que pode ser transmitida ao homem pelo animal). Essa vacina é aplicada em regiões onde a doença é comum e deve ser antecedida de exames para detectar se o cão já tem a doença. Cães adultos que nunca foram vacinados ou filhotes que já passaram da época de vacinação devem receber 2 doses de vacina múltipla e 1 dose de vacina anti-rábica. Isso também vale para cães de procedência desconhecida, quando não se tem conhecimento ou certeza sobre o histórico de vacinação.